Igreja no Brasil e no mundo

8 de agosto de 2017

Bispo na Nigéria pede orações por vítimas de ataque

Canção Nova

O bispo da diocese de Nnewi, na Nigéria, Dom Hilary Paul Odili Okeke, está empenhado em organizar a ajuda para os feridos e familiares das vítimas do ataque na Igreja de São Felipe, em Ozubulu, estado nigeriano de Anambra neste domingo, 6. Ele pede o apoio dos cristãos em todo o mundo em primeiro lugar com a oração.

“Pedimos aos nossos irmãos na fé para rezar: por nós, pelas vítimas e pelos próprios agressores. É a primeira coisa que pedimos: oração, oração, oração”.

A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre conversou por telefone com o bispo, que informou um balanço atual de 13 mortos e 26 feridos no ataque de domingo. Durante a Missa das 6h (horário local), homens armados abriram fogo dentro da igreja. “Algumas pessoas foram mortas dentro da Igreja enquanto outras morreram no hospital ou durante o trajeto na ambulância”, disse.

Segundo Dom Okeke, a tragédia está ligada a questões de caráter local e não é de modo algum interpretada como de natureza terrorista. “Não tenho elemento algum para pensar que por trás do ataque esteja o Boko Haram ou qualquer outro grupo. Não acredito que seja um ataque contra a Igreja, mas que tenha acontecido dentro de uma igreja”.

Ontem o bispo visitou os feridos e as famílias das vítimas em dois hospitais. Ele levou consolo às vítimas e pediu que os fiéis continuem confiando em Deus. O ataque na igreja alarmou a comunidade local: no Sul da Nigéria, de maioria cristã, não se registram atentados desse tipo. “A preocupação é grande, mas apesar disso, na Missa que eu celebrei ontem na igreja de São Felipe, foram muitas pessoas”.

Um pouco antes da Missa chegou o telegrama de pesar do Papa Francisco, palavras que tocaram os fiéis. “Fiquei surpreso, não esperava receber uma mensagem do Santo Padre. Li imediatamente aos meus fiéis, que ficaram tocados com a proximidade do Pontífice que deu a eles conforto em um momento trágico”.






CatolicaSJC Mês Missionário

0 Comments


Seja o primeiro a comentar!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *